jusbrasil.com.br
11 de Dezembro de 2018
    Adicione tópicos

    CAS aprova dedução no IR de gastos com educação de funcionários

    Senado
    Publicado por Senado
    há 6 anos

    A empresa que pagar cursos aos empregados poderá ter direito a desconto no Imposto de Renda da Pessoa Jurídica. É o que prevê projeto de lei do senador Aécio Neves (PSDB-MG) aprovado, nesta quarta-feira (22) pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS). O valor gasto com esse objetivo não será ser computado como salário indireto para fins fiscais, trabalhistas e previdenciários.

    A matéria ( PLS 697/2011) agora será examinada pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) e, posteriormente, em decisão terminativa, pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

    De acordo com o projeto, o valor gasto com a qualificação de empregados, em qualquer área do conhecimento e em qualquer nível de escolaridade, poderá ser descontado do valor a ser pago a título de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica.

    As empresas, disse o autor ao justificar a apresentação da proposta, são prejudicadas, uma vez que a legislação previdenciária e trabalhista considera esses valores como hipótese de pagamento indireto de salário. Em decorrência, ressaltou Aécio Neves, a iniciativa dos empresários em benefício de seus empregados passa a constituir motivo para cálculo retroativo da contribuição para o Instituto Nacional de Previdência Social.

    A matéria segue para a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

    Homenagem

    Em cerimônia realizada nesta quarta-feira na CAS, o retrato do senador Jayme Campos (DEM-MT) passou a compor a galeria dos ex-presidentes da comissão. Em sua gestão, informou o homenageado, foram deliberados quase 300 projetos de lei, cerca de 150 requerimentos e realizadas 40 audiências públicas, além de sabatinas, videoconferências entre outras atividades, que inclui as subcomissões.

    Jayme Campos registrou a ativa participação do então vice-presidente, o senador Casildo Maldaner (PMDB-SC), que contribuiu para a produtividade da comissão. Ressaltaram a competência do ex-presidente da CAS os senadores, José Agripino (DEM-RN), Paulo Paim (PT-RS), Humberto Costa (PT-PE), Paulo Davim (PV-RN), Lúcia Vânia (PSDB-GO), Ana Amélia (PP-RS) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)