jusbrasil.com.br
1 de Dezembro de 2020
    Adicione tópicos

    Site sobre sistema de deliberação remota do Senado é acessado em vários países

    Senado
    Publicado por Senado
    há 7 meses

    O site que explica os recursos utilizados pelo Senado e que podem ser aproveitados por qualquer órgão legislativo para a realização de sessões deliberativas remotas teve 1.028 visualizações de 4 a 16 de abril, segundo dados do Google Analytics. O maior número de acessos das informações sobre o Sistema de Deliberação Remota (SDR), fora do Brasil, entre as 146 localidades listadas, foi em Phnom Penh, capital do Camboja, com 54 acessos. Em segundo lugar, estão Buenos Aires, na Argentina, e Manama, capital do Barein, ambas com 34 visualizações.

    Houve também acessos de cidades como Londres, Madri, Nova York, Budapeste, Quebec, Berlim, Lisboa, Tel Aviv e Cidade do Cabo, entre outras. Os dados, segundo o secretário-geral da Mesa, Luiz Fernando Bandeira, mostram o interesse pela solução desenvolvida pelo Senado.

    — O Senado brasileiro não quer dizer aos outros países o que fazer, nem ser vanguarda, mas [mostrar] que a gente seguiu esse caminho e estamos compartilhando com outros países. Claro que cada país tem que adaptar a experiência à sua realidade tecnológica e regimental — afirmou.

    O servidor acredita que a iniciativa do Senado, ao disponibilizar o manual do sistema em quatro línguas, pode estimular outros parlamentos a compartilharem sua experiência para que todos possam aprender com eventuais avanços.

    O site apresenta o Manual de Transferência de Tecnologia, com orientações para implantação e operação do SDR, em português, espanhol, inglês e francês, além de vídeos. As ferramentas fazem parte do sistema, resultado da parceria da Secretaria Especial de Informática do Senado (Prodasen) com a Secretaria-Geral da Mesa (SGM). São recursos em áudio, vídeo e gestão de equipes integradas a duas soluções fornecidas por empresas privadas.

    Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)